Mossoró 21 de Outubro de 2019 10:38h
Estado

CFF recebe secretário de Saúde para prestação de contas do 3º quadrimestre/16

“Pela exposição do secretário George Antunes e a sua equipe deu para se perceber que a secretaria de Saúde deu um avanço nesse terceiro quadrimestre, embora faltem condições de trabalho. Na nossa opinião foi um debate muito positivo. Ficou claro o esforço da equipe para a melhoria dos serviços oferecidos à população”, disse o presidente da CFF, deputado George Soares (PR).

31 de Maio de 2017 - 16:51hs

A apresentação do relatório da secretaria de Saúde Pública, referente ao  último quadrimestre do exercício de 2016, na audiência pública realizada na tarde desta quarta-feira, pela Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) transformou-se num debate produtivo sobre o setor que agradou tanto aos deputados como ao secretário George Antunes e sua equipe técnica.

“Pela exposição do secretário George Antunes e a sua equipe deu para se perceber que a secretaria de Saúde deu um avanço nesse terceiro quadrimestre,  embora faltem condições de trabalho. Na nossa opinião  foi um debate  muito positivo. Ficou claro o esforço da equipe para a melhoria dos serviços oferecidos à população”, disse o presidente da CFF, deputado George Soares (PR).

O secretário George Antunes disse  na comissão que só este ano a secretaria perdeu mais de 500 funcionários e que precisava do apoio dos deputados para a aprovação do projeto autorizando a contratação provisória de profissionais da área médica.

De acordo com o relatório a dotação para o terceiro quadrimestre foi de R$ 1,7 bilhão e já foram liquidados R$ 1,3 bilhão.

O secretário disse quer mais de 60% dos recursos da saúde são destinados ao pagamento de pessoal, porque ao longo do tempo a secretaria estadual de Saúde absorveu muitos serviços das atividades primárias.

“A secretaria tem poucos recursos para investimentos em obras,  equipamentos, medicamentos e tecnologia da informação.  Quando se tem baixo investimento as atividades se tornam mais caras porque temos que contratar empresas privadas, o que custa bem mais caro. Para o próximo ano vamos apresentar o orçamento para a saúde”, disse o secretário George Antunes.

Participaram da audiência os deputados George Soares, Cristiane Dantas (PCdoB), Dison Lisboa (PSD), Getúlio Rêgo (DEM), Carlos Augusto (PSD), Márcia Maia (PSDB), José Dias (PSDB) e Nélter Queiroz (PMDB). 

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece